More
    InícioIPSSsA APN foi fundada para ajudar os doentes que sofrem de doenças...

    A APN foi fundada para ajudar os doentes que sofrem de doenças neuromusculares

    A ideia da Associação começou a ganhar forma em setembro de 1991, quando um grupo de pais sentiu a necessidade de se unir. Nessa altura, a informação existente era muito dispersa e pouco disponível. Começaram então a ser dados os primeiros passos para que a APN fosse oficialmente criada, o que aconteceu a 15 de junho de 1992.

    Desde logo, foi sentida a necessidade de chegar ao maior número de pessoas atingidas. O conhecimento das várias patologias e das suas causas que, na época, começou a dar sinais de evolução, criou nos fundadores uma enorme esperança no futuro. Desenvolveram-se então todos os contactos com a nossa congénere francesa AFM (Association Française contre les Myopathies), já instalada no terreno e com uma experiência direcionada para a investigação e os cuidados às famílias.

    LogoAPNsfundoEm busca de uma imagem que pudesse representar o nosso universo, um artista plástico propôs um Logótipo a que todos chamaram uma flor mas que, afinal, carecia de “uma memória descritiva” para que fosse compreendido. A interpretação gráfica representava um útero e a imagem em corte de um cérebro. O início da vida no útero materno e a incerteza do desenvolvimento neurológico do ser humano. Estava dada a explicação para a “flor” inicial. Guardaremos sempre este nosso primeiro símbolo como a nossa primeira imagem de marca.

    A APN foi, finalmente, reconhecida como IPSS e de Utilidade Publica em 5 de fevereiro de 2000. Atualmente conta com mais de 1800 sócios dos diferentes horizontes ligados às doenças Neuromusculares – doentes, familiares, médicos e técnicos de saúde -, e conta também com inúmeros amigos que querem colaborar. É de âmbito nacional e tem a sua sede provisória no Porto.

    José Vieira
    José Vieira
    Desde muito jovem ingressou no mundo da comunicação social, em órgãos regionais, tendo sido fundador e diretor de 7 títulos, sendo atualmente diretor dos canais regionais Aveiro TV e Ribeirinhas TV, do jornal e rádio nacional Abrigo, do Correio de Sever e a rádio regional N16.

    em destaque esta semana